Festa completa: Atlético vence o Red Bull Bragantino de virada em jogo de entrega da taça

Em tarde de comemoração e homenagens, o Atlético completou a festa do título do Campeonato Brasileiro com vitória sobre o Red Bull Bragantino, por 4 a 3, no Mineirão. A virada diante da equipe paulista marcou o jogo de entrega da taça aos campeões de 2021.

Em campo, Keno foi o protagonista do triunfo alvinegro mais uma vez, com um gol e participações em outros dois.

Foi do camisa 11 o primeiro gol do Galo, depois de roubar a bola no campo de defesa e avançar até a entrada da área adversária para bater no canto direito de Cleiton.

Depois de Keno abrir o placar aos 19 minutos de jogo, o Red Bull Bragantino virou com duas participações de Artur. Ainda no primeiro tempo, ele finalizou dentro da área, Everson rebateu, e Ytalo empatou. Já no primeiro minuto da etapa complementar, Artur aproveitou escanteio para virar.

A virada do Massa Bruta, entretanto, não foi definitiva. Depois de grande jogada de Keno pela ponta esquerda, Zaracho finalizou para fazer 2 a 2.

Os camisas 11 e 15 também estiveram envolvidos no gol que recolocou o Atlético em vantagem. Keno passou para Hulk, que deixou Zaracho livre na área com um belo toque de letra. O meia argentino bateu para o meio, e Savarino cabeceou para fazer a virada atleticana.

Artilheiro do Brasileirão, agora com 19 gols, Hulks ainda ampliou, depois de um belo toque sobre o goleiro Cleiton.

Aos 54 minutos, Artur ainda diminuiu para a equipe paulista.

Dia de homenagens e festa

Antes de a bola rolar, o Atlético aproveitou a confirmação do título para homenagear ex-jogadores e torcedores alvinegros que não viveram para ver o fim da espera de 50 anos para a conquista do bicampeonato brasileiro.

Ídolos do passado, Reinaldo, Éder Aleixo, Luisinho e Baião acompanharam os campeões na entrada para o aquecimento.

No telão do Mineirão, foram exibidas fotos de entes queridos dos torcedores do Galo que morreram antes da confirmação do bicampeonato.

Taça erguida e volta olímpica

Capitão do Atlético no título da Copa Libertadores de 2013, Réver entrou no fim da partida para ser o responsável por levantar a taça do Brasileirão de 2021. Mas ele não fez o gesto sozinho.

Foi acompanhado por Junior Alonso, que usou a braçadeira na maioria dos jogos do Campeonato Brasileiro, pelo massagista Belmiro, único membro da comissão técnica que estava no título nacional de 1971, e o ídolo eterno Reinaldo.

ATLÉTICO 4 X 3 RED BULL BRAGANTINO

ATLÉTICO

Everson; Mariano, Nathan Silva (Réver), Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê (Alan Franco), Jair (Allan), Zaracho e Nathan (Savarino); Diego Costa (Hulk) e Keno

Técnico: Cuca

RED BULL BRAGANTINO

Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan e Luan Cândido; Jadsom, Emiliano Martínez (Praxedes), Artur e Helinho; Ytalo (Alerrandro) e Cuello (Bruno Tubarão)

Técnico: Maurício Barbieri

DATA: 5 de dezembro de 2021 (domingo)

LOCAL: Mineirão

CIDADE: Belo Horizonte

MOTIVO: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro

ARBITRAGEM: Rodolpho Toski Marques (Fifa), Bruno Boschilia (Fifa) e Sidmar dos Santos Meurer. Trio do Paraná

VAR: Wagner Reway (PB/VAR-Fifa)

CARTÃO AMARELO: Hulk (Atlético); Helinho e Artur (Red Bull Bragantino)

GOLS: Keno, aos 19 minutos, e Ytalo, aos 38 minutos do primeiro tempo; Artur, a 1 minuto, Zaracho, aos 6 minutos, Savarino, aos 32 minutos, Hulk, aos 42 minutos, Artur, aos 54 minutos do segundo tempo

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.