Atlético busca título da Copa do Brasil para concluir temporada mais vitoriosa de sua história

Vencer, vencer, vencer”. O Atlético nunca cumpriu tanto o seu ideal quanto em 2021. Com 51 vitórias em 74 jogos, a equipe alvinegra já foi campeã estadual e encerrou um jejum de cinco décadas no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (15), Cuca e seus comandados têm a chance de concluir o ano mais vitorioso da história do Galo.

Depois de superar o Athletico-PR por 4 a 0, no Mineirão, o Alvinegro entra em campo sabendo que pode perder por até três gols de diferença para confirmar o título da Copa do Brasil. A conquista de uma terceira taça de competições oficiais numa mesma temporada é algo inédito na história do Atlético.

Até aqui, os anos mais gloriosos do Galo foram em 2013 e 2014. No primeiro deles, também sob o comando de Cuca, o time se sagrou campeão tanto do Campeonato Mineiro quanto da Copa Libertadores. No seguinte, com Levir Culpi como treinador, conquistou os títulos da Recopa Sul-Americana e da Copa do Brasil.

Antes das taças ganhas no início desta década, o Atlético havia vencido duas competições oficiais num mesmo ano, pela última vez, no fim da década de 1970. Em 1978, ganhou tanto a Copa dos Campeões do Brasil quanto o Campeonato Mineiro.

Já nos anos 80 e 90, o Galo conquistou mais de duas taças numa mesma temporada apenas quando foi o campeão de competições amistosas, ou seja, não oficiais. Em 1982, além do Estadual, venceu os Torneios de Paris e Bilbao.

Apesar da proximidade do terceiro título de 2021, com a larga vantagem construída no jogo de ida, o técnico Cuca pede cautela à torcida. “Se prepare, torcedor do Galo, porque vai ser jogo duro. Tudo muda. É um gol que muda toda a história de um jogo. É preciso saber jogar um jogo duro, uma decisão”, avalia.

ATHLETICO-PR X ATLÉTICO

ATHLETICO-PR
Santos; Pedro Henrique, Zé Ivaldo e Nico Hernández; Marcinho, Erick, Léo Cittadini e Abner; Pedro Rocha (Nikão), Renato Kayzer e Terans
Técnico: Alberto Valentim

ATLÉTICO
Everson; Mariano, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho; Hulk, Vargas e Keno
Técnico: Cuca

DATA: 15 de dezembro (quarta-feira)
HORÁRIO: 21h30
LOCAL: Arena da Baixada
CIDADE: Curitiba
MOTIVO: jogo de volta da final da Copa do Brasil
ARBITRAGEM: Anderson Daronco (Fifa-RS), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Rafael da Silva Alves (Fifa-RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
TRANSMISSÃO: Globo, SporTV e Premiere

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.