Maicon acerta rescisão no Cruzeiro e fica livre para assinar com o Santos

Zagueiro já realizou exames médicos em São Paulo para se tornar reforço do Peixe

O zagueiro Maicon assinou, na manhã desta terça-feira, a rescisão de contrato com o Cruzeiro. Assim, o jogador está desimpedido para acertar a sua transferência ao Santos.

O defensor, na rescisão, abriu mão de alguns valores previstos em contrato com o Cruzeiro. Clube e jogador chegaram a um acordo que a rescisão era melhor saída diante do impasse. A Raposa ainda não confirma oficialmente a rescisão.

Com o Cruzeiro, Maicon tinha um contrato de três anos, com bônus por um eventual acesso à Série A do Brasileiro. No Santos, o vínculo será de duas temporadas.

Maicon já realizou exames médicos nessa segunda-feira para assinar contrato com o Santos. O atleta de 33 anos tem um acordo para ser o quinto reforço da temporada. Antes chegaram o meia Bruno Oliveira, o zagueiro Eduardo Bauermann, o meia-atacante Ricardo Goulart e o lateral direito Auro.

Maicon foi contratado pelo Cruzeiro no fim do ano passado, ainda com o futebol sob a gestão do clube (pré-SAF). Contudo, valores de salários e outros componentes no vínculo foram considerados inviáveis para os padrões estabelecidos pela administração de Ronaldo Fenômeno.

O defensor chegou a conversar sobre uma readequação salarial com o Cruzeiro, mas as negociações não avançaram. Na última semana, Ronaldo disse em uma live que esperava que a situação do jogador fosse resolvida até sábado, o que não ocorreu.

Além da rescisão com o Cruzeiro, o zagueiro também precisou aguardar pela aprovação do técnico Fabián Bustos para que o Santos desse sequência nas negociações. Maicon havia sido um pedido de Fábio Carille, treinador demitido pelo Peixe em 18 de fevereiro.

Dentro do Santos, a vinda do defensor é vista como uma contratação importante pela questão técnica e também pela liderança que o atleta exerceu nos clubes em que atuou. Ele também recebeu elogios de Fabián Bustos.

Maicon atuou pelo Cruzeiro em três partidas do Campeonato Mineiro. Porém, com a situação contratual indefinida, passou somente a treinar e deixou de ser relacionado para as partidas. Desfalcou o clube nos jogos contra Tombense, Uberlândia e Villa Nova e Atlético-MG, pelo estadual, além do confronto contra o Sergipe, na Copa do Brasil.

Por ge.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.