No dia do aniversário, Atlético-MG estará de olho no sorteio da Copa Libertadores; veja cenários

Galo é cabeça de chave do sorteio no Paraguai; América e Fluminense, se passarem na fase 3, podem dividir o mesmo grupo com outro clube brasileiro

No próximo dia 25 de março, quando o Atlético-MG completará 114 anos de fundação, a Conmebol realizará em Assunção, no Paraguai, o sorteio da fase de grupos da Libertadores. O Galo estará de olho, já que é um dos oito cabeças de chave da competição.

Até lá, a Libertadores terá fechado a fase preliminar para definir quais são os 32 clubes classificados para os chaveamentos. Fluminense e América-MG lutam nesta semana para a vaga e ambos, mesmo sendo brasileiros, podem pintar no grupo do Galo ou de outro clube da mesma confederação nacional. Só eles, entretanto.

O Atlético divide o pote 1 com o Palmeiras (atual campeão), as duplas argentinas e uruguaias, formadas por Boca e River, e Nacional e Penãrol, além do Flamengo e do Athletico-PR. O Furacão, por ser campeão da Sul-Americana, entraria direto no Pote 2, mas seu ranking da Conmebol aumentou, e ele virou cabeça de chave. Pior para o Cerro Porteño, que estava no Pote 1 como o “pior dos melhores” no ranking da entidade.

Ainda que haverá as definições só daqui alguns dias da fase de grupos, é possível saber que o Atlético-MG não poderá enfrentar os gigantes uruguaios, argentinos, nem Flamengo e Palmeiras na fase de grupos, tampouco o Corinthians (Pote 2) ou o Red Bull Bragantino (pote 3). Outro fato concreto é a ordem dos confrontos do Galo.

Como cabeça de chave de seu grupo, o Atlético estreia fora de casa contra a equipe que vier a ser sorteada do pote 3. São as possibilidades: Sporting Cristal (Peru), Deportivo Cali (Colômbia), Deportivo Táchira (Venezuela), Alianza Lima (Peru), Deportes Tolima (Colômbia), Colón (Argentina), ou Caracas (Venezuela). A estreia em casa será na segunda rodada, contra o concorrente que vier do pote 4.

Desses clubes, nenhum o Atlético teve como rival na Libertadores. O Colón de Santa Fe, entretanto, já eliminou o Galo na semifinal da Sul-Americana de 2019. O Cerro Porteño, no pote 2, foi rival do Atlético na fase de grupos da Libertadores passada, ao lado do América de Cali (rival do Deportivo) e do La Guaira (Venezuela).

São 3 milhões de dólares garantidos ao Atlético pela participação na fase de grupos. Além do sorteio na Libertadores, o Galo também conhecerá seu adversário da terceira fase da Copa do Brasil no dia 28 de março, na CBF.

Os potes da Libertadores 2022:

Pote 1 (cabeças de chave):

  • Palmeiras
  • River Plate
  • Boca Juniors
  • Flamengo
  • Nacional-URU
  • Peñarol
  • Atlético-MG
  • Athletico-PR

Pote 2:

  • Cerro Porteño
  • Libertad
  • Independiente del Valle
  • Universidad Católica
  • Emelec
  • Corinthians
  • Colo-Colo
  • Vélez Sarsfield

Pote 3:

  • Sporting Cristal
  • Deportivo Cali
  • RB Bragantino
  • Deportivo Táchira
  • Alianza Lima
  • Deportes Tolima
  • Colón
  • Caracas

Pote 4:

  • Always Ready
  • Talleres
  • Independiente Petrolero
  • Fortaleza
  • Fluminense ou Olimpia
  • Everton ou Estudiantes
  • Universidad Católica ou The Strongest
  • América-MG ou Barcelona SC

Por ge.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.