Fim de Era: Marquinhos Santos deixa o América com menos de 50% de aproveitamento e alguns feitos históricos

Sucesso de Vagner Mancini durante a disputa do Brasileirão do ano passado, Santos pegou o Alviverde na 13ª posição do campeonato e o levou à oitava, garantindo uma vaga na Copa Libertadores.

Na competição sul-americana, o time obteve duas classificações heroicas, uma sobre o Guaraní, do Paraguai, pela segunda fase, e a outra em cima do Barcelona de Guayaquil, do Equador, na terceira.

No entanto, a eliminação na etapa classificatória do Mineiro, a estreia com derrota na fase de grupo das Libertadores, para o Del Valle, e o revés na primeira rodada do Brasileirão, para o Avaí, pesaram para a decisão da diretoria em demitir o treinador na madrugada desta segunda-feira (11).

“Quero agradecer ao homem Marquinhos Santos, indo além da relação profissional no América. Sempre seremos gratos pela nossa chegada à Libertadores. A classificação histórica na pré-Libertadores deste ano ficará eternizada! Seu nome será lembrado nessa caminhada. Boa sorte na vida e que Deus ilumine seu caminho”, declarou o presidente do Coelho, Alencar da Silveira.

Sem Marquinhos no comando, o Alviverde volta a campo nesta quarta-feira (13), às 21h, contra o Atlético, pela segunda rodada do grupo D da Libertadores.

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.