Série B: Cruzeiro pede ao STJD punição ao Grêmio por conta de cânticos homofóbicos

O clube do Sul havia enviado um documento com o mesmo motivo na segunda (9), devido a um cântico xenófobo e homofóbico, só que oriundo de parte da China Azul contra o povo gaúcho.

Os cânticos vindos das duas torcidas não foram relatados em súmula pelo árbitro Flávio Rodrigues.

Cruzeiro e Grêmio podem ser enquadrados no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

De acordo com o CBJD, um clube pode perder mando de campo e/ou pagar multa de até R$ 100 mil, por conta de cânticos homofóbicos vindos de sua torcida.

Os cânticos da torcida cruzeirense foram repudiados pelo próprio clube celeste em suas redes sociais: “temos a torcida mais incrível e não precisamos de cantos homofóbicos para demonstrar isso. O Cruzeiro reitera o pedido para que qualquer canto nesse sentido nunca mais esteja em nossos ou quaisquer outros jogos. Combinado assim?”.

Dono de 90% das ações da SAF, Ronaldo Fenômeno retuitou a mensagem contra os cânticos homofóbicos.

Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.