Chances Perdidas: Turco cita falta de confiança e pede melhor pontaria aos jogadores do Atlético

Apesar dos gols marcados, o Galo desperdiçou várias chances claras de ampliar o placar, especialmente quando vencia por 2 a 0, e viu o triunfo que até então parecia encaminhado, ficar ameaçado após Vargas marcar para o Del Valle, aos 36 minutos do segundo tempo. Apenas aos 50 minutos, Savinho selou a vitória atleticana com um golaço.

As oportunidades perdidas incomodaram o técnico “El Turco” Mohamed, que cobrou um melhor aproveitamento nas finalizações por parte dos jogadores.

“Temos que melhorar a contundência. Hoje, tivemos 11 finalizações muito claras. Muito claras. Era um jogo para terminar, 3, 4 ou 5 a 1. A verdade é que não tivemos boas finalizações e essa foi a chave do jogo”, disse o comandante, em entrevista coletiva após a partida.

Confiança

O comandante do Galo elencou uma razão para a pontaria do time ainda não estar a ideal, mas sem deixar de também elogiar a atuação de sua equipe no Gigante da Pampulha.

“Confiança (é o que está faltando). Hoje, até Guga teve chance perto do gol. Guga, Nacho, Ademir, Hulk, Arana, todos no segundo tempo. Sem contar as do primeiro tempo. Muito próximo do gol. É questão de momentos. Sempre falo algo similar a isso. Fizemos três e poderíamos ter feito muito mais, mas me vou tranquilo, porque a equipe entendeu que, às vezes, é bom defender um pouco mais atrás para ter espaços”.

Com a missão de “colocar o pé na forma”, o Atlético volta a campo neste domingo, para enfrentar o Brasiliense, às 19h, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica-ES, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Como venceu o primeiro duelo por 3 a 0 no Mineirão, o Galo pode perder por até dois gols de diferença que leva a vaga para as quartas da principal competição de mata-mata do país.

Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.