Brasileirão: Com um jogador a menos, América segura o empate com o Fluminense em 0 a 0

O América não conseguiu voltar a vencer no Brasileiro, mas o 0 a 0 com o Fluminense, nesta quarta-feira (15), no Independência, ficou de bom tamanho após a expulsão de Alê, com dez minutos de jogo. O time de Vagner Mancini teve que se fechar na defesa e segurou a pressão do tricolor até o último minuto. A equipe mineira ainda conseguiu criar algumas chances no contra-ataque, mas o placar não mudou.

Com o resultado, América e Fluminense chegaram aos 15 pontos, mas o tricolor está acima na tabela pelo saldo de gols. O time de Fernando Diniz ficou na décima posição, enquanto o Coelho caiu para o 12º lugar. Na próxima rodada, o América pega o Fortaleza, no domingo (19), às 18h, fora de casa. Já o Fluminense recebe o Avaí no mesmo dia, às 19h.

Se o técnico Vagner Mancini preparou o time para enfrentar o Fluminense com uma estratégia, ele teve que mudar logo aos 10 minutos de jogo. Até ali, o América marcava em cima a saída de bola do tricolor, mas o time perdeu Alê após disputa de bola com Nino, que levou uma pancada no rosto.

Com um homem a menos, o Coelho precisou mudar o esquema e se fechou na defesa, tentando alguma chance de contra-ataque. Na etapa inicial, a equipe carioca teve amplo domínio da partida, mas não reverteu a vantagem em gol. Por boa parte do primeiro tempo, só deu Fluminense. O América até teve algumas oportunidades de perigo, mas sempre no contra-ataque.

No segundo tempo, o Fluminense continuou com mais posse de bola, e pressionando a defesa do Coelho, que se fechou ainda mais. O time do técnico Vagner Mancini ainda tentou criar boas jogadas quando recuperava a bola, mas pecava nas finalizações. O jovem Carlos Alberto, que entrou na vaga de Everaldo, chegou com perigo algumas vezes, mas parou nas defesas de Fábio.

Com fôlego novo após mudanças, o América teve mais chances no segundo tempo do que na etapa inicial. Pedrinho acertou uma bola na trave. Felipe Azevedo e Carlos Alberto também chegaram com perigos. Do lado tricolor, Ganso era o maestro e principal comandante da equipe. O Fluminense pressionou bastante, criou jogadas, mas o América conseguiu segurar o ímpeto do adversário.

FICHA TÉCNICA 

América 

Jailson; Raúl Cáceres (Patric), Conti, Éder e Marlon; Lucas Kal, Juninho e Alê; Everaldo (Carlos Alberto), Aloísio (Pedrinho) e Felipe Azevedo. Técnico Vagner Mancini

Fluminense

Fábio; Samuel Xavier, Nino (Nathan), Manoel e Caio Paulista; Wellington (Nonato), Yago Felipe (John Kennedy) e Ganso; Luiz Henrique, Cano e Matheus Martins (Alexandre Jesus). Técnico Fernando Diniz

Motivo: 12ª rodada da Série A do Brasileirão 2022

Data: 15 de junho de 2022 (quarta-feira)

Local: Independência

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau

VAR: Daniel Nobre Bins

Cartões amarelos: Everaldo, Carlos Alberto e Marlon (América); Nonato (Fluminense)

Cartão vermelho: Alê (América)

Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.