No Atlético há 7 meses, Turco tem resultados instáveis, críticas da torcida e apoio da diretoria

Antonio El Turco Mohamed chegou ao Atlético em janeiro deste ano para dar continuidade a um projeto vencedor do clube brigando por títulos. Sete meses após o desembarque na Cidade do Galo, o argentino já vivenciou o “céu e o inferno” à frente do elenco atleticano, e após a eliminação do time da Copa do Brasil, nessa quarta-feira (12),  ainda nas oitavas de final, tem a permanência questionada mais uma vez.

Na conta do técnico são 43 duelos, 26 vitórias, 5 derrotas e 12 empates. Entre os números estão as conquistas de dois títulos sobre times rivais: a Supercopa do Brasil, diante do Flamengo, e o Campeonato Mineiro, sobre o Cruzeiro. Porém, as taças não foram suficientes para que ele fosse abraçado pela torcida.

Libertadores e Brasileirão

Atualmente, o Atlético está vivo na Libertadores, competição em que se classificou para as quartas de final, e no Campeonato Brasileiro, em que ocupa o quarto lugar, com 28 pontos. Na disputa internacional, com Turco no comando, o Galo venceu 50% dos duelos que participou. Foram três empates e uma derrota, que colocaram em xeque as táticas de Turco.

No Brasileiro, os números são mais “preocupantes”, pois o número de empates é igual ao de vitórias. Em 17 confrontos, o time venceu sete, empatou sete e perdeu três vezes, o que representa um aproveitamento de 58%.

Nos últimos dez jogos foram quatro empates, uma derrota e cinco vitórias. A questão, além dos números, está na postura do time diante de jogos considerados “grandes”, e na falta de regularidade dos jogadores.

Embora o Atlético tenha feito boas partidas durante o ano, por vezes a atuação deixou a desejar, tanto contra adversários diretos ou rivais abaixo da tabela. O Galo foi eliminado da Copa do Brasil pelo Flamengo, e não conseguiu vencer Palmeiras, São Paulo, América, Fluminense, Santos, Ceará, Bragantino e Goiás, no Brasileiro.

Relação com a torcida

Nestes sete meses à frente do Alvinegro, o técnico já foi cobrado e perdoado pela torcida. Entre a 9ª e a 12ª rodada da Série A, o time ficou quatro rodadas sem vencer, fazendo a pior sequência de partidas do ano, e a crise chegou com tudo para Turco. Porém, a diretoria do Atlético defendeu publicamente o profissional e pediu apoio da torcida.

Na 13ª rodada, sobre o Flamengo, com o Mineirão lotado, o Galo mostrou um bom futebol, superou o time carioca por 2 a 0 e a Massa decidiu dar mais um voto de confiança ao treinador. Porém, o mesmo adversário que deu uma sobrevida a Turco também a está tirando. Após a derrota dessa quarta-feira (13), por 2 a 0, diversos torcedores voltaram a questionar o trabalho do técnico atleticano.

Após o revés, o treinador deu sua palavra de que não desistirá de brigar por títulos no Atlético. Ele lamentou a derrota, reconheceu que o time não jogou bem, mas afirmou que o “foco agora é na Libertadores e Brasileiro”.

Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.