Contra o Corinthians: Interino revela papo com Cuca e rechaça melhora do Atlético por mudança de técnico: ‘seria injusto’

O treinador Lucas Gonçalves esteve à frente do Atlético, nesse domingo (31), na derrota por 2 a 1 para o Corinthians. O técnico interino comandou o time até a chegada de Cuca, novo treinador, que deve chegar ao clube nesta terça-feira (26). Lucas destacou a mudança de postura dos jogadores, que entraram em campo com mais intensidade e com espírito diferente do apresentado nas últimas partidas, que culminou na queda do Turco Mohamed.

No entanto, Lucas ressaltou que o desempenho contra o time paulista em nada tem a ver com saída de um técnico e o trabalho dele, que teve apenas dois dias de treinos. Ele destacou que os jogadores, cobrados, quiseram dar a volta por cima.

“Não tem a ver com a troca do treinador, eu estaria sendo muito injusto se eu falasse isso. Os jogadores estavam sendo muito cobrados pelos últimos jogos, o desempenho principalmente. Mais até pelos desempenhos do que pelos resultados. E um jogo como esse, grande, contra uma equipe que está brigando contigo na tabela, em cima, naturalmente motiva eles também, de cada um querer dar a volta por cima e demonstrar toda a capacidade que eles têm, que já demonstraram em outros momentos. Então, não tem a ver com troca do trabalho, até porque eu tive pouco tempo para trabalhar, mas muito dos jogadores quererem dar a volta por cima”, revelou Lucas.

O interino também afirmou que conversou com Cuca antes da partida. O novo treinador teria dado autonomia para a comissão técnica tomar todas as decisões para o confronto com o Corinthians, adversário direto na briga pelas primeiras posições. Com o resultado, o Galo caiu para quarto e viu o rival se manter em segundo, com três pontos de vantagem.

“Conversei com o Cuca, a gente tem uma relação muito próxima até por tudo que a gente já viveu juntos. E ele me deixou com total autonomia para tomar as decisões, até porque disse que eu tava aqui nos dia a dia. Então, seria com a maior segurança as decisões que eu fosse tomar, me deu total autonomia e confiança no nosso trabalho”, explicou.

Analisando a derrota, Lucas ressaltou que o resultado não traduz o que foi a partida. Para ele, o Atlético foi melhor na maior parte do duelo e que falhou em não matar o jogo quando teve oportunidade.

“Até o gol de empate, nós não estávamos sofrendo situações de finalização do Corinthians. Então em óticas diferentes, em fases do jogo diferentes, nós estávamos executando um bom trabalho. O que talvez tenha faltado ali dentro desta estratégia para que ficasse realmente perfeita, é que nas situações de contra-ataque, de transição, a gente conseguisse chegar ao gol deles e aí matar a partida”, analisou. “Na minha opinião, ficou um pouco em desacordo o desempenho do jogo de hoje com o resultado”.

O próximo compromisso do Atlético é no domingo (31), contra o Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Para esta partida, o Galo já será comandado pelo técnico Cuca. O treinador deve chegar a Belo Horizonte nesta segunda à noite e já treinar a equipe na terça-feira.

Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.